Segundo a FAO, a aquicultura é o setor de produção de alimentos animais de maior crescimento, e atualmente representa 50% do consumo de peixe a nível mundial. Este crescimento vem acompanhado de necessidades cada vez maiores de tecnificação do setor, a fim de otimizar os processos e obter uma produtividade superior. Neste sentido, gera-se uma demanda crescente de equipamentos que meçam de forma contínua para obter uma informação mais ampla e conhecimento dos sistemas, assim como satisfazer as necessidades de controle frente a possíveis alertas por toxicidade, falta de oxigênio, etc. e, deste modo, evitar perdas por mortalidade.

A experiência da Adasa no monitoramento contínuo pode proporcionar soluções específicas que contribuem de forma efetiva em benefícios para o setor aquícola.